WWDC 2018 – o que de novo há no mundo Apple?

Tim Cook, CEO da Apple, foi hoje o anfitrião de mais uma WWDC. Neste evento eram esperadas novidades do mundo Apple, quer a nível de software e serviços quer a nível de hardware.

O CEO da Apple começou por exultar os 20 milhões de developers Apple e o décimo aniversário da App Store, que conta com 500 milhões de visitores por semana. Uma loja que está à beira de atingir os 100 mil milhões de faturação entre todos os desenvolvedores.

iOS 12

A  nova versão foi apresentada relembrando as melhorias que os equipamentos Apple sofreram ao longo dos anos às custas de apenas atualizações de firmware.

O que não passou em claro foi a grande diferença entre a percentagem de equipamentos com a mais recente versão à data (iOS 11) e a percentagem de equipamentos Android com a versão 8 – Oreo.

A rapidez de navegação entre apps, teclado e câmara foi um dos pontos em que houve uma grande melhoria, chegando até 70% de melhoria, para praticamente todos os equipamentos do ecosistema.

Realidade Aumentada

Para além destas melhorias, foi apresentada também a inclusão de um novo suporte para AR, o USDZ. Uma das empresas que colaborou neste processo foi a Pixar, sem esquecer a Adobe enquanto grande impulsionadora.

Foi apresentada uma nova aplicação, a Measure, que permite fazer a medição de objectos usando as câmaras do iPhone e a tecnologia de Realidade Aumentada, capaz de fazer medição 3D de objectos, para além de apenas distâncias.

A partilha de conteúdos em realidade aumentada em tempo real foi uma das novas capacidades apresentadas, em conjunto com o AR Kit 2, e permite que vários utilizadores estejam em diferentes equipamentos a experienciar o mesmo cenário em Realidade Aumentada.

Também poderá interessar  Asus ROG Phone - a moda do gaming chegou mesmo aos smartphones

Photos

Com uma melhoria no sistema de identificação automático do teor de cada fotografia foram adicionadas sugestões de pesquisa de fotografias e melhor exactidão, bem como a sugestão de partilha de fotografias com os nossos contactos em função de quem é reconhecido nessas capturas.

Para além disso algumas ferramentas interactivas de gestão dos nossos álbuns e sobretudo fotografias antigas que são usadas para nos relembrar de eventos passados, por exemplo.

Siri

Com mais de 10 mil milhões de interacções por mês a Siri sofreu também algumas alterações.

O Shortcuts permitirá adicionar atalhos via Siri para algumas aplicações – diria que transportaram o que a Amazon Echo faz com a Alexa e alguns gadgets para a Siri com apps, ou mesmo alguns “caminhos” do tipo IFTTT. O que há de novo?

Car Play

Um dos pontos mais relevantes foi a possibilidade de com o iOS 12 serem suportadas aplicações de navegação de terceiros permitindo agora “arrastar” o nosso “GPS do smartphone” preferido para o centro multimedia do nosso carro – claro, se suportar Car Play.

 

Notificações

Com o iOS 12 surge a possibilidade de termos as notificações agrupadas por aplicação e por tópicos.

Mensagens

Animojis com tongue detection… Se, honestamente, estava a espera de melhor, eis que o ponto principal foi  a era dos Memojis. Animojis personalizados. Coisas para malta do Instagram. Será que devo continuar?

FaceTime

Finalmente está disponível a opção de criar conversas de vídeo de grupo, o que vem dar força a esta aplicação de comunicação restrita a utilizadores Apple.

Também poderá interessar  Xiaomi Huami Amazfit Verge

Apple Watch

O wearable da Apple cresceu cerca de 60% em 2017 a é um dos produtos com maior satisfação por parte dos consumidores.

watchOS 5

Um dos pontos mais aclamados foi a função do tipo walkie-talkie que nos permite comunicar com os nossos contactos de uma forma instantânea e com a qualidade de áudio transmitido via internet.

Por outro lado os podcasts do iTunes estão agora disponíveis no Apple Watch, o que é de facto interessante, bem como o webkit que suporte agora a leitura de páginas web.

TvOS

Foi apresentado o serviço de streaming de mais de 100 canais com notícias e transmissões ao vivo, havendo já novos parceiros como  grandes cadeias de televisão a serem desenvolvidos, nomeadamente nos EUA e Suiça.

A Apple TV será o primeiro equipamento a suportar simultâneamente Dolby Vision e Dolby Atmos.

MacOS

O novo sistema será chamado de MacOS Mojave. Os ficheiros passaram a ser organizados como se estivessem empilhados.

Houve um reforço na segurança e na capacidade  de navegar de forma anónima e protegida da grande captação de dados que as grandes empresas fazem, e aqui a Apple deu uma reprimenda ao Facebook.

O grande desafio lançado aos developers é a capacidade de trabalharem nas suas apps para iOS e conseguirem migrar para o MacOS que sofrem mudanças de forma a ser mais fácil essa integração.

aparicio

Editor in Chief, Journalist and Camera guy

Deixa-nos a tua opinião