Veículos elétricos terão emissor de ruído obrigatório em 2021

0
668

Poupa em TODAS as compras na GearBest

Clica aqui para Cashback até 10%


Actualmente, os veículos elétricos ou híbridos produzidos são praticamente inaudíveis enquanto circulam nas estradas. Contudo, a partir de julho de 2019, todos os veículos elétricos terão de emitir ruído para que assim sejam facilmente identificáveis.

O ruído apenas será activado a velocidade inferior a 30km/h, e terá uma natureza de ruído branco, associado a efeitos sonoros específicos. Acima dessa velocidade, o ruído será o normal de um veículo eléctrico a velocidades elevadas. Esta medida serve como protecção da população, nomeadamente para os peões com capacidades sensoriais reduzidas identificarem facilmente o veiculo que circula na via pública, e evitarem acidentes.

Neste sentido, a União Europeia obriga a que todos os novos veículos elétricos e híbridos vendidos a partir de Julho de 2019 passem a estar equipados com um sistema que emite ruído quando este circula a baixas velocidades, e a partir de 2021 os modelos que já se encontram em circulação também terão que estar equipados com este kit.

Grande parte dos automóveis elétricos já têm um dispositivo emissor de som a baixas velocidade, no entanto esse acessório permite ser desativado. Com a entrada da nova lei, essa funcionalidade será excluída.

Um estudo britânico alerta para o facto de que os “peões têm uma probabilidade 40% maior de serem atropelados por um híbrido ou elétrico do que por um carro a gasolina ou Diesel no Reino Unido”.

Também poderá interessar  WWDC 2018 - o que de novo há no mundo Apple?

E um estudo da Universidade da Califórnia, de 2008, tinha chegado a uma conclusão idêntica: “alguns veículos elétricos e híbridos não se conseguem ouvir até a escassos momentos do impacto com um peão“.

A grande questão que se coloca é o benefício ecológico trazido pelos carros elétricos, que reduzem significativamente o nível de poluição sonora, sendo esta medida considerada por alguns como um retrocesso à evolução.

 

Grupo de ajuda e dicas no Facebook

Adere ao nosso grupo no Facebook!

Deixa-nos a tua opinião