Vale a pena comprar um carro a diesel?

0
588
Golf GTD

Esta é a pergunta que toda a gente faz nos dias de hoje, principalmente aqueles que estão a pensar em trocar de carro ou aqueles que compraram recentemente um carro a diesel.

Com a introdução de um novo teste de emissões e consumos, o WLTP (Teste Mundial Harmonizado de Veículos Ligeiros) que vem substituir o antigo NEDC (Novo Ciclo de Condução Europeu), as exigências no que toca a consumos e emissões vão aumentar, pois o novo teste aproxima-se muito mais das condições reais de utilização, o que vai fazer com que os consumos e emissões anunciados pelas marcas sejam superiores aos de hoje em dia. Para além disso, as marcas ainda se vêm obrigadas a cumprirem as novas metas, as emissões de CO2 na Europa irão passar do limite médio de 130 g/km para 95 g/km até 2021. Considerando todas estas alterações, é de esperar que os custos de desenvolvimento dos motores a diesel aumentem, para que sejam aprovados nos novos testes de homologação, está claro então que a opção diesel poderá deixar de ser apelativa para os clientes.

Para apertar ainda mais o cerco aos diesel 11 cidades europeias, como Madrid e Paris, prometeram que vão proibir a entrada deste tipo de veículos já em 2025 e, antes disso, até 2020 só poderão entrar os veículos a diesel pós-2014, aumentando ainda mais as restrições já existentes em algumas cidades europeias, como é o caso de Lisboa. França comprometeu-se ainda a banir totalmente todos os veículos movidos a combustíveis fósseis até 2040. Vendo o panorama nacional, Portugal é um dos países europeus com a maior quota de carros a diesel, onde quase milhão e meio de veículos vendidos entre 2006 e 2014 poderão ser proibidos de circular nessas cidades europeias.

Também poderá interessar  Tesla Model 3

Tendo em conta tudo isto, cada vez mais pessoas estão a optar pelos híbridos e num futuro não muito longínquo, também os elétricos serão um boa opção pois as suas autonomias estão cada vez maiores e há cada vez mais postos de abastecimento disponíveis.

Volvo XC90 Plug-In Hybrid

Neste momento já muitas marcas disponibilizam modelos híbridos e algumas também já entraram na corrida dos elétricos. Por exemplo a Volvo anunciou, em julho passado, que já a partir de 2019 todos os seus modelos teriam um motor elétrico, ou seja, híbridos, híbridos plug-in ou totalmente elétricos. Assim sendo, os motores a gasolina aliados a um motor elétrico começam a ganhar o seu lugar e a destronar as opções diesel. A seguir à Volvo, outras marcas, mais cedo ou mais tarde, assumirão uma posição semelhante, acabando por colocar os motores diesel nos livros de história.

Portanto, se está a pensar comprar carro deve analisar bem todas as opções antes de optar pelos diesel. A procura de carros híbridos no Standvirtual aumentou 300% no primeiro semestre.

Se comprou carro recentemente e caso os governos optem por aumentar as restrições aos diesel, arrisca-se a que o seu carro desvalorize muito rapidamente, o que ainda não foi o caso no nosso país.

Grupo de ajuda e dicas no Facebook

Adere ao nosso grupo no Facebook!

Deixa-nos a tua opinião