Será este o fim das apps piratas do Spotify?

0
2013

Poupa em TODAS as compras na GearBest

Clica aqui para Cashback até 10%


O Spotify tem hoje cerca 159 milhões de utilizadores pelo mundo fora, dos quais a maioria (55,3%) aproveitam a versão grátis do serviço de música por streaming.

Entretanto, a empresa começou a mandar um recado para quem tenta piratear a versão paga utilizando versões modificadas que servem para remover as limitações do serviço grátis. Quem não paga pelo Spotify só pode ouvir músicas online, em modo aleatório e com publicidade entre as faixas. Mas existem ferramentas que removem essas restrições e permitem tirar partido da aplicação como se fosse a versão Premium, só que sem pagar.

Agora as pessoas que usam versões modificadas do serviço estão a receber um e-mail de alerta sobre a prática.

Neste e-mail o Spotify diz que detetou “atividade anormal na aplicação que está a ser usada”, e por isso a desativou. “No entanto não há razão para te preocupares – a tua conta Spotify está a salvo”, completa o e-mail. A empresa sugere então que o utilizador remova qualquer “versão modificada ou não autorizada” do Spotify e baixe a versão oficial.

e-mail termina com uma ameaça: “Se detetarmos uso repetido de Apps não autorizados em violação dos nossos termos e condições, reservamos todos os direitos, inclusive o de suspender, ou encerrar a conta”.

Alguns utilizadores que usam estas versões e que receberam o e-mail, reportam que a instalação ainda funciona bem. Outros relatam que não conseguem fazer login com a versão alterada.

Também poderá interessar  Google considera Kodi como software pirata

Para além dos utilizadores os criadores destas versões também estão no radar da empresa. No dia 1 de Março o Spotify pediu ao GitHub para remover do ar um repositório conhecido por “Dogfood” que oferecia uma aplicação modificada do Spotify.

Já em meados de Janeiro havia sinais de que o desenvolvedor do Dogfood poderia estar sob pressão para limitar a eficácia da aplicação. No dia 18 desse mesmo mês, ele anunciou no fórum XDA que algumas funcionalidades iriam removidas.

“De forma a cumprir as Regras do XDA, a aplicação Spotify Dogfood adotou uma nova direção e agora oferece exclusivamente reprodução de música sem anúncios”, escreveu.

“Quaisquer outros recursos não serão mais incluídos neste mod. (…) mas ainda haverá atualizações regulares, como tem sido feito até agora.”

A informação sobre o local onde a continuação do desenvolvimento vai ter lugar não é clara, mas não será certamente no Github. Até mesmo o XDA foi alvo da Spotify, com o site a receber uma notificação DMCA da empresa que exigiu a remoção dos links e um encerramento de toda a discussão.

 

Parece que agora o Spotify está finalmente a tomar medidas contra a utilização deste tipo de aplicações, depois de muitos anos sem grandes preocupações.

Curiosidade:
Não deixa de ter a sua graça que o Spotify esteja a ameaçar utilizadores piratas visto que a empresa, fundada em 2006 na Suécia, já foi dona de uma popular ferramenta de pirataria: o uTorrent.

Grupo de ajuda e dicas no Facebook

Adere ao nosso grupo no Facebook!

Deixa-nos a tua opinião