As faturas com contribuinte são coisa do passado

0
1048

O simplex+ 2018, anunciado hoje pelo Governo, na presença do mágico Luís de Matos, tem três novas medidas.

Entre as elas foi anunciada a possibilidade de os comerciantes passarem a emitir faturas eletrónicas, que comunicam diretamente ao Fisco, dispensando a sua impressão em papel. Um consumidor que vá, por exemplo, a uma farmácia, em vez de receber a fatura em papel, recebe uma prova eletrónica em como a sua compra foi enviada ao fisco e consta no seu e-fatura. Com isto é evitada a acumulação de papéis na carteira, a farmácia poupa em consumíveis e o ambiente agradece. Este projeto no entanto é voluntário, e para que funcione é preciso que os comerciantes adiram e instalem os programas necessários para uma ligação direta à Autoridade Tributária.

Este projeto corre em paralelo com outras medidas que irão obrigar os comerciantes a disponibilizar nas suas faturas um QR Code que permite o seu envio direto para o portal e-fatura. Tendo como objetivo evitar a cedência de dados pessoais, como o numero de contribuinte, e criar incerteza ao comerciante sobre quais as faturas que chegam ao fisco, evitando assim que sejam eliminados registos de vendas.

Imagem ilustrativa Créditos: NDD

Ainda ao nível da faturação, está planeada uma redução do prazo de envio do SAFT por parte dos comerciantes, que em 2019 deverá passar para o dia 15 de cada mês.

Grupo de ajuda e dicas no Facebook

Adere ao nosso grupo no Facebook!

Deixa-nos a tua opinião